Início em:

11/10/2017

O novo espaço público no Brasil

Francisco Bosco

O CURSO

Nos últimos anos, temos assistido à emergência de um novo espaço público no Brasil. Uma sociedade há pouco deitada no berço relativamente esplêndido do lulismo despertou e agora se põe a explicitar todos os seus conflitos, como quem quer lavar cinco séculos de roupa suja acumulada. Mais democrático e mais tenso, esse novo espaço público é consequência de três fatores: as revoltas de junho de 2013, que deixaram como legado uma sociedade indócil; o colapso do lulismo, espécie de correlato político-institucional da nossa cordialidade cultural; e a disponibilidade das redes sociais digitais, inédita ferramenta, como a define Manuel Castells, de autocomunicação em larga escala. Articulados, esse fatores propiciaram a emergência de um novo espaço público e, nele, o ressurgimento, numa intensidade sem precedentes, das lutas identitárias. O objetivo do curso é examinar a formação desse espaço, o modo como ele se opõe à autoimagem cultural dominante do país ao longo do século XX, e alguns dos princípios fundamentais das lutas identitárias, bem como as tensões sociais produzidas por suas lutas.

PROFESSOR(A)

Francisco Bosco
Francisco Bosco é ensaísta, autor de diversos livros, entre os quais Orfeu de Bicicleta: um pai no século XXI e Alta ajuda. Doutor em teoria da literatura pela UFRJ, foi colunista do jornal o Globo e presidente da Funarte.

PROGRAMA

11/10
As autoimagens culturais do Brasil, da independência à formação da “cultura popular brasileira”.
Data: 11/10/2017 - Horário: De 19:30 às 21:30
18/10
Crítica da perspectiva culturalista, pela universidade e, mais tarde, pela própria cultura. A desculturalização do Brasil.
Data: 18/10/2017 - Horário: De 19:30 às 21:30
25/10
O novo espaço público no Brasil: condições de emergência e lutas identitárias.
Data: 25/10/2017 - Horário: De 19:30 às 21:30
DATAS
11/10 - 18/10 - 25/10
HORA

19:30 às 21:30
VALOR

R$ 330,00 ou em 2X de R$ 165
INSCREVA-SE AQUI